Devido à necessidade no mercado, a funcionalidade Retenção na Fonte passou para uma das nossas prioridades de modo a irmos ao encontro das necessidades de facturação dos profissionais para os quais esta funcionalidade é indispensável.

Assim, já é possível facturar no Faturavirtual com Retenção na Fonte! 🙂

O que é a Retenção na Fonte?

A Retenção na Fonte permite o pagamento antecipado do imposto correspondente, não pela entidade que aufere os rendimentos, mas sim pela entidade que os coloca às disposição. Mais especificamente, esse imposto é retirado ao valor do rendimento a que o beneficiário tem direito e entregue, por parte da entidade pagadora, directamente ao Estado.

Posteriormente, quando o beneficiário do rendimento calcular o imposto a pagar relativamente ao período no qual auferiu o rendimento, o valor que lhe foi retirado abate no montante global que teria que pagar.

A quem se aplica?

Em Portugal, a retenção na fonte aplica-se fundamentalmente aos rendimentos do trabalho dependente (salários e remunerações), aos rendimentos prediais (arrendamento de imóveis), aos rendimentos de capitais (rendimentos auferidos sob a forma de dividendos de acções) e algumas prestações de serviços.

Como utilizar no Faturavirtual?

Para aceder a esta funcionalidade, só tem que seguir estes passos:

1) Após fazer o LOGIN, clique no canto superior direito da aplicação e seleccione “Configurações gerais” > “Retenção na Fonte”

rf_1

rf_2

2) Depois, só tem que seleccionar a Retenção na Fonte (RF) quando criar as suas facturas e determinado serviço estiver sujeito a este imposto.

rf_3

Pode adicionar outros itens

rf_4

E o processo de finalizar é exactamente igual mas tem sempre a indicação do valor de retenção na fonte

rf_5

rf_6

rf_7

E, por fim, a emissão do Recibo

rf_8

Qualquer questão, não hesite em falar connosco!

Obrigado

Categorias: Faturavirtual