Se respondeu positivamente a esta questão, faz parte de um grupo restrito de pessoas que gerem eficazmente o seu activo mais precioso, o tempo.

Caso contrário, pode estar incluído num dos 4 tipos de gestores de tempo que, segundo um estudo realizado pela McKinsey and Company, são os mais comuns na origem da frustração na gestão deste recurso:

  1. Online Junkies – Passam a maioria do seu tempo a trocar email’s, mensagens e ocasionalmente telefonemas. Definem todos os objectivos online e passam cada vez menos tempo com a equipa e com a sua gestão e motivação. Com a crescente troca de email’s pensam que há qualidade no acompanhamento da sua equipa mas, na realidade, ela diminui drasticamente resultando na frustração sentida com a gestão do tempo aparentemente organizado.exhibition1
  2. Schmoozers – São gestores que se sentem bem a conviver, conhecer e a falar com diferentes pessoas, principalmente com clientes e potenciais clientes pelo que, normalmente passam pouco tempo na empresa e com a respectiva equipa. Se não tiverem quem apoie essa vertente interna, podem gerar desmotivação e mau ambiente porque não costumam estar muito atentos ao email e as agendas estão ocupadas com reuniões externas. exhibition2
  3. Cheerleaders – Ganham muita energia a liderar, inspirar e a motivar a sua equipa pelo que passam a maioria do seu tempo a reunir-se para definirem estratégias, resolverem problemas e debaterem todos os pontos que acharem pertinentes para o departamento. O que leva a que não tenham muito tempo para acompanhar e gerir os clientes, potenciais parceiros ou investidores. Além disso, por estarem demasiado ligados com os membros da equipa, podem ter a visão toldada quanto às competências que cada um tem para resolver os problemas que poderiam ser contornados com a contratação de pessoas que melhor se adaptassem às tarefas.
  4. exhibition3Firefighters – Querem definir grandes estratégias de gestão mas acabam por ocupar o seu tempo com situações inesperadas que tomam grande parte do seu dia e requerem a sua presença imediata. As agendas destes executivos são, geralmente, uma confusão pois estão constantemente a cancelar reuniões para resolver a última crise que surgiu. Muitas vezes acabam por estar envolvidos em problemas que nem deveriam ser da sua responsabilidade pois tendem a querer resolvê-los eles próprios. A solução passa por definir quais as tarefas que cada executivo deverá realizar, o tempo que cada uma consome e quais as ferramentas indicadas para efectuar essa gestão de forma sustentada. exhibition4

O primeiro passo para mudar é reconhecer o problema e se está incluído(a) nalgum dos tipos apresentados, já sabe que pontos deverá melhorar para potenciar um recurso que, ao contrário do que muitos pensam, é finito e necessita de uma sustentável gestão.

No que concerne à facturação, já sabe que ela pode ser rápida e simples com o Faturavirtual que lhe deixa mais tempo livre para poder investir nas restantes áreas do seu negócio. Se ainda não conhece esta realidade, teste-nos com uma Conta de Teste disponível por 30 dias gratuitos e sem qualquer compromisso.

Categorias: Dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *